sábado, 28 de maio de 2016

P R O M E S S A

   Prometer algo impossível é a única maneira de conseguir realizá-lo. Aprendi isto com um escritor que me visitou em minha cabana na curva da existência à esquerda.Na mesma tarde, me levou um exemplar de seu livro e discutimos metanarrativas.
   Depois de uma longa e infinita troca de experiências, encerramos o ciclo temporal do nosso encontro e iniciamos um processo de despedida, baseado no rompimento do nosso fluxo de informação.
   - Você sente tudo isso que escreve? - perguntou o escritor da porta do seu pequeno e compacto modulador dimensional.
   - O escritor aqui é você - respondi. Nossos olhares se encontraram e um novo universo criou-se diante de nós, feito do fluxo de dúvidas que estávamos trocando. 
   - Eu escrevo livros. Você escreve experiências. Sente ou não sente?
   - Eu prometo que quando eu descobrir a resposta, lhe conto.
   - Esperarei ansioso! - e desapareceu no espaço-tempo para lá das cavidades temporais da 9º dimensão.
   O pobre escritor está esperando até hoje. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário